sábado, 22 de junho de 2019

Detergente caseiro, econômico e sustentável

Esta é uma receita que publiquei logo no início do blog. É uma receita simples e fácil de fazer e que tem um bom rendimento.
Ingredientes
– Dois pedaços de sabão de coco
– Dois limões
– Quatro colheres de sopa de amoníaco
Modo de preparo
– Derreta o sabão, picado em um litro de água fervendo. Coloque mais cinco litros de água fria, o suco dos limões e depois o amoníaco. Dissolva bem e guarde em garrafas e embalagens de detergente líquido.
As proporções da receita fornecem seis litros de detergente caseiro.
Quanto ao amoníaco, trata-se de um composto químico que pode ser encontrado em farmácias. Ele é biodegradável e menos agressivo ao meio ambiente, pois se decompõe com mais facilidade do que os compostos de detergentes industrializados. Ao manipular esta substância, cuidado com os olhos e de preferência use luvas.

sexta-feira, 14 de junho de 2019

O maravilhoso suco verde

Comecei a tomar o suco verde o ano passado. O suco verde que faço fica gostoso,levemente docinho e não vai água. A água do suco é fornecida pelos vegetais e frutas que coloco para bater no liquidificador.
Não existe uma receita certa e eu uso as folhas verdes e os vegetais que eu tenho à mão.
Como adoçante do suco uso sempre maçã, que pode ser duas ou três,conforme o gosto.
Vegetais eu uso pepino, chuchu, abóbora, abobrinha, etc.
Raízes pode ser cenoura ou beterraba.
As folhas verdes pode ser a couve, as folhas de brócolis (ocupo os talos também). Também costumo usar as plantas comestíveis não convencionais, como as diversas folhas consideradas como "mato" que estão no nosso jardim esperando ser valorizadas, colhidas e aproveitadas para ajudar na nossa saúde. Dessas eu costumo usar a bertalha coração, a ora pro nobis, a trapoeraba, a folha do chuchu, a folha da abóbora, a folha da batata doce, entre outras. Se você tiver plantadas em casa melhor ainda, porque saberá a procedência.
Você pode colocar um pedacinho de gengibre para temperar e o suco de um limão depois de coar.
Primeiro batemos no liquidificador os vegetais que produzem água, como o pepino, o chuchu, a abobrinha. O pepino produz muita água. O chuchu eu tenho em abundância aqui em casa.
Você bate os vegetais com as maçãs e o gengibre e dá a primeira coada porque fica um suco muito espesso, difícil de ser digerido pelo excesso de fibras. Eu bato no pulsar do liquidificador. Depois de dar a primeira coada retorno o liquido ao liquidificador e coloco as folhas verde que escolhi. Bato novamente. Se você tiver sementes germinadas coloca junto. Dá a segunda coada em um coador ou saco feito de voal, que é o melhor. Depois dessa segunda coada eu coloco o limão, um fiozinho de azeite para o organismo assimilar melhor e tomo, geralmente dois copos, que me deixa nutrida a manhã inteira.
Se você quiser tomar depois o café da manhã espere meia hora para o organismo assimilar o suco.
Na foto o meu suco de todas as manhãs, com a pagua estruturada dos próprios vegetais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...