sábado, 31 de dezembro de 2016

Dicas para tirar agrotóxicos dos vegetais

Tenho muita preocupação com os agrotóxicos presentes nos vegetais que consumimos, principalmente porque minha alimentação é vegana. Essas dicas são de dois especialistas, um biólogo e um médico e parecem ser bem confiáveis. Eu costumo seguir a dica do biólogo Mauro, a do bicarbonato e vinagre.
Temos que ter em mente que o melhor seria nos alimentarmos de vegetais orgânicos, mas nem sempre é possível. Temos que saber também que em nenhum dos casos o agrotóxico vai ser 100% retirado, mas uma parte dele é eliminado, o que é muito bom.

Dica do biólogo Mauro Velho
1) Coloque os vegetais em uma bacia com água limpa e deixe-os nessa água por cinco minutos (esta é a primeira lavagem).
2) Depois, transfira os vegetais para uma bacia com água bicarbonato de sódio - 1 colher (sopa) para cada litro de água.
3) Deixe-os 40 minutos nesta bacia com água e bicarbonato. O bicarbonato remove até 90% dos agrotóxicos.
4) Coloque os vegetais de novo numa bacia com água durante cinco minutos. Isto é necessário porque, se o bicarbonato entrar em contato com vinagre, haverá uma reação e perderá o efeito.
5)  Ponha os vegetais numa bacia com água e vinagre - 1 colher (sopa) para cada litro de água.
São necessários 40 minutos nesta última etapa para, de acordo com o professor, haver a remoção dos agrotóxicos não eliminados pelo bicarbonato.

Dica do dr. Lair Ribeiro
Numa farmácia, compre uma seringa de 5 ml e um vidrinho de tintura de iodo a 2%.
Numa tigela de plástico, coloque um litro de água filtrada.
Usando a seringa, adicione 5 ml de tintura de iodo à água filtrada.
Lave os vegetais, frutas e legumes e coloque-os na tigela durante uma hora.
Passado esse tempo, lave novamente os vegetais e eles estarão prontos para consumo, sem cheiro, sem cor diferente e totalmente livres dos agrotóxicos que nos envenenam e são a causa de várias doenças.
Se você quiser saber mais sobre os agrotóxicos, publiquei um texto chamado " A agricultura e o uso de agrotóxicos". Para ler clique AQUI.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Sete maneiras de dar início a tarefa de organizar a casa

Eu sou uma bagunceira sob controle, mas penei muito até aprender a me organizar e facilitar um pouco a minha vida, mas estou sempre aprendendo. Um descuido e tudo pode voltar a ficar bagunçado. Então separei algumas dicas muito preciosas para mim, que aprendi no livro Casa limpa e arrumada, da Donna Smallin.
Uma casa livre da desordem é mais fácil de limpar. Pense que todos os objetos que você não usa, não precisa ou não quer mais e que  só servem para acumular poeira e teias de aranha. Se não tomar nenhuma providência, o acúmulo de bagunça vai crescer a tal ponto que uma limpeza eficiente exigirá grande desperdício de tempo e esforço. Mesmo que você empenhe em arrumar sua casa, será impossível fazê-la parecer limpa com pilhas e pilhas de papéis e outros objetos espalhados nas mesas, nos móveis e no chão. Eu passei por isso, na minha profissão o que mais se faz é acumular papel. Então, o que fazer?
Aliviar o ambiente de coisas que ocupam espaço
O que devemos manter e o que devemos descartar é uma decisão nem sempre tão fácil. Então,  antes de iniciar o processo de limpeza, o de organização precisa vir primeiro para desatravancar a casa. A limpeza se tornará mais rápida depois da arrumação, e esse é um dos benefícios mais apreciáveis do hábito de manter a casa organizada.
A parte mais difícil do processo de arrumação é justamente o início, pois a bagunça não vai desaparecer da noite para o dia. Mas se você assumir o compromisso de reservar 15 minutos diários às atividades de organização, seu progresso se tornará visível quase de imediato. Comece hoje mesmo e seja persistente. A recompensa vale o esforço.
Abaixo sete maneiras de dar início à tarefa de organizar a casa.
1. Assuma um compromisso consigo mesma. Anote em sua agenda as tarefas reservadas para cada dia e cumpra-as como faria com qualquer outro compromisso importante.
2. Concentre-se na arrumação de uma gaveta, de uma prateleira ou de uma pequena área de cada vez e só pare quando concluir a tarefa.
3. Estabeleça metas diárias simples - reserve algum tempo para a arrumação da gaveta do gabinete da pia da cozinha, por exemplo.
4. Planeje uma recompensa para cada tarefa cumprida. Após organizar a bancada da cozinha, por exemplo, leia sua revista ou seu livro preferido depois do jantar.
5. Tente encontrar uma solução simples para aquilo que considera mais frustrante em sua rotina diária. Se você, por exemplo, perde muito tempo de manhã procurando os brincos mais adequados, trate de organizar os seus acessórios.
6. Faça uma lista de todas as tarefas de organização e escreva todas elas num pedaço de papel. Coloque os papéis dentro de um pote e "sorteie" um deles na hora de dar início a arrumação. Dedique todo o tempo reservado naquele dia a tarefa sorteada e prossiga nos dias seguintes, se for o caso, até concluí-las. Retire outro pedaço de papel do pote e cumpra a nova tarefa sorteada.
7. Ajuste o alarme do relógio ou ouça o seu cd preferido para estabelecer o tempo de duração de uma tarefa. Quando o alarme soar ou o cd terminar, será hora de parar - ou de prosseguir se você estiver disposta a fazer mais. Caso contrário, pare e deixe o restante para o dia seguinte, pois sempre haverá o que fazer.

Fonte: SMALLIN, Donna. Casa limpa e arrumada: organize-se para cuidar da limpeza sem deixar de viver. Editora Gente.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Organizando a casa

No post anterior tem a sugestão de um plano simples para começar a organização da casa. Agora que você criou o plano, comece por livrar-se da bagunça, do excesso de coisas que vai se acumulando e
trazendo desordem para a casa. Tenha como meta ter apenas coisas que você usa e desfaça-se de tudo aquilo que ocupa lugar.

Por onde começar
Se você começar pelo cômodo onde passa a maior parte do tempo, ficará motivado a arrumar o restante da casa. Quando escolher o cômodo, comece por arrumar a bagunça que fica visível e só depois ponha ordem nas coisas que ficam fora do campo de visão. Se você for como a maioria das pessoas, muitas vezes guardamos coisas que não tem mais utilidade para nós e que estão ocupando espaço.
Eu começo a arrumação pelo meu quarto, que é o lugar onde passo a maior parte do tempo, porque além de ser o lugar onde durmo, também é o meu local de trabalho. É onde tenho meus livros, meu material de trabalho, o notebook, tudo organizado numa estante.
Quando arrumar
Qualquer dia é bom para começar, você é quem vai determinar o melhor dia, de acordo com a rotina do teu dia a dia. Tenha em mente que a casa não ficou em desordem de uma hora para outra, e levará algum tempo para organizá-la. É bom reservar um tempo todos os dias para isso. Se você reservar uma hora por dia para essa tarefa, ajuste o despertador para tocar em uma hora e ouça as tuas músicas preferidas para a tarefa ficar mais agradável. Quando o alarme tocar e finalizar o tempo "encerre o expediente".
Gosto da ideia de fazer um pouco de cada vez todos os dias do que deixar tudo para fazer uma única vez. Já passei pela experiência ir protelando a arrumação e quando dava por conta tinha muito o que fazer,  o que causava muito desânimo.
Como arrumar
Vista uma roupa confortável, ouça suas músicas preferidas e concentre toda a atenção na tarefa.
Esforce-se, mas não exagere. Comece por um espaço específico, como um armário, uma estante ou uma mesa. Esvazie o móvel e depois classifique o seu conteúdo em cinco categorias. Junte em caixas ou sacolas com objetos da mesma categoria.
1 - Coisas que você gosta e usa que serão conservadas.
2 - Coisas que podem ser doadas.
3 - Coisas que irão para o lixo.
4 - Coisas que podem ser vendidas.
5 - Coisas que estão fora do lugar certo.

Material necessário
* Quatro caixas ou sacolas e escreva em cada uma delas: "Doar", "Jogar fora", "Vender" e "Guardar em outro Lugar".
* Caderno para anotação.
* Caneta.
* Despertador ou qualquer outro tipo de alarme.

No processo de arrumação de um cômodo, você encontrará coisas que pertencem a outros cômodos ou que estão fora do lugar. Use o caderno para fazer as anotações do que deve ser devolvido para o outro cômodo da casa.
Instale uma caixa de "achados e perdidos" para peças avulsas ou objetos incompletos que encontra pela casa. Quando terminar a arrumação verifique o que é útil nessa caixa e descarte o restante. Se durante um ano não houver necessidade de abrir a caixa, você saberá que não precisa do conteúdo e poderá desfazer-se dele.
Como a tarefa de organizar requer desapego é necessário abrir mão das coisas de que não precisa mais. Você poderá doar, vender ou jogar fora.
Na arrumação comece pelas tarefas mais fáceis. Percorra a casa com um saco de lixo dos grandes e deposite nele tudo o que tem aparência de lixo, como: catálogos e calendários velhos, remédios com data de validade vencida, ferramentas e utensílios enferrujados, pés avulsos de meias e objetos quebrados que não vale a pena consertar.

A oportunidade de doar
Tudo, de acessórios a livros ou móveis, pode ser doado. Permita-se doar tudo aquilo que não se adapta ao seu gosto. Pense em alguém que gostaria de ter o que você não quer mais, pergunte-lhe se poderia recolher o que está disposto a doar. A doação também pode ser a uma instituição de caridade. Pesquise em sua cidade os locais que poderão receber as doações.





As entidades religiosa e de assistência social e os brechós recebem roupas femininas e infantis, acessórios domésticos e brinquedos. Estes últimos também podem ser doados para os hospitais. Os livros podem ser doados para bibliotecas e sebos e os livros didáticos para prisões e escolas.

A oportunidade de vender
Os principais meios de vender artigos de segunda mão são os brechós, anúncios classificados, sites da internet e bazares improvisados entre vizinhos. Lembre-se que o que você colocar à venda deve estar em ótimo estado.
Há lojas especializadas em artigos de segunda mão,como livros, roupas e calçados. As roupas devem estar em perfeitas condições. Roupas seminovas, de marca ou de estilo clássico vendem melhor. Apresente-as lavadas, passadas e em cabides. Lembre-se que essas lojas dão preferência a roupas adequadas à estação. Se as roupas de que dispõe não servem para a época, guarde-as e espere ocasião mais apropriada.
A venda direta pode ser feita através de anúncios classificados de jornais e revistas de sua cidade.
Nessa categoria se enquadram as mobílias, máquinas ou equipamentos elétricos e computadores.
Pela internet você pode vender praticamente e tudo. No maior mercado virtual do mundo, as pessoas compram e vendem qualquer coisa.

Fonte: SMALLIN, Donna. Organize-se: soluções simples e fáceis para vencer o desafio diário da bagunça. Editora Gente.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Dicas para se tornar organizado

Você sempre foi desorganizado? Alguém, algum dia, te ensinou como se organizar? Provavelmente não, mas essa habilidade pode ser adquirida em qualquer momento da vida e aplicá-la transformando a bagunça em ordem.
O que vou colocar para vocês é baseado na minha própria experiência. Sou uma pessoa desligada para as coisas que considero chatas, uma das coisas que acho  muito chata é limpar a casa e manter tudo organizado num tempo mais longo. Mas adoro ver tudo limpinho e organizado, poder achar as coisas que preciso rapidamente sem o stress de ficar procurando. Descobri que o segredo é se organizar seguindo um plano por escrito. O meu grande problema é que eu fazia tudo por alguns dia  e depois tudo voltava a ficar bagunçado. Eu não sabia como era importante ter um planejamento e colocar por escrito e seguir como se fosse um roteiro. Como não tinha um especialista para me ajudar a resolver o meu problema com a bagunça, comprei um livro chamado Organize-se, de Donna Smallin para saber o que fazer. Além do livro, na internet também tem muito material.

O custo da bagunça
Você já calculou quanto tempo gasta procurando as chaves do carro, as contas para pagar, os acessórios da roupa para vestir para trabalhar? Isso tudo tem um custo, em stress, em atraso e em irritação. E a gente fica se perguntando porque não resolveu tudo com antecedência.
Aqui vão as dicas que tenho aplicado para manter a minha casa e a minha vida em ordem:
1) Ponha no papel
Anote claramente o que você precisa fazer, os seus objetivos, o que pretende alcançar. Quando você anota você assume um compromisso com você mesmo.
2) Crie um plano
Um plano é uma espécie de mapa que te dará uma direção para seguir. Se esquecer de alguma coisa ele estará lá por escrito. A primeira pergunta que você deve se fazer é de que maneira a tarefa de se organizar vai melhorar a tua vida.
3) Estabeleça um prazo para a realização desse plano
Estabeleça um prazo realista para a realização desse plano. Pode criar um plano de 30 dias. Faça uma lista das cinco coisas que você precisa realizar com mais urgência para conter a bagunça. Ao final do mês, caso não tenha conseguido alcançar todas as suas metas, crie outro plano e tente novamente com as metas não alcançadas.
Exemplo de plano
O que quero
* Organizar meus armários e minhas gavetas para conseguir vestir-me mais depressa pela manhã.
* Lembrar sempre datas importantes, compromissos e tarefas.
* Criar um esquema para pagar contas em dia e livrar-me dos juros.
Quando quero
Em (marque a data)
O que estou disposto a fazer
Desligar a TV e o computador durante as noites de terça e quinta-feira e usar esse tempo na organização de atividades.
Esse é só um exemplo de plano, que você vai adaptar a sua realidade. Em alguns casos será necessário desligar o celular para manter o foco.
Fonte: SMALLIN, Donna. Organize-se: soluções simples e fáceis para vencer o desafio diário da bagunça. Editora Gente.
Imagem: Organizar Minha Vida.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...